Dia 15 de janeiro


 


 Estréia a temporada popular de BIBI FERREIRA & ORQUESTRA

 

BIBI HISTÓRIAS E CANÇÕES 

 
 

Teatro Carlos Gomes

 
Rio de Janeiro

 

 

 

 

 

 

A reestréia de Bibi, Histórias e Canções, no Teatro Carlos Gomes, Rio de Janeiro, proporcionou  momentos de muita emoção a Bibi. No show ela faz um passeio pelos seus 70 anos de carreira: “Este teatro pegou fogo com My Fair Lady nos anos 60”, contou ela.

 

 

 

 

Prêmio Faz Diferença

 

 
Aos 90 anos de vida e 70 de carreira, a atriz e cantora faz nova temporada de ‘Histórias e canções’ e se prepara para o seu primeiro show em Nova York
 
 
Luiz Felipe Reis
 
 
No ano em que completou 90 anos de vida e 70 de carreira, Bibi Ferreira também estreou um novo show e marcou a abertura do Teatro Net Rio, o antigo Tereza Rachel, um dos mais importantes palcos cariocas.
No ano anterior, ela já havia sido convidada para reinaugurar outro importante teatro, o Dulcina.
Assim como os palcos cuja reabertura celebrou, Bibi é um patrimônio cultural da cidade, mas em plena atividade.
 
— Olha, realmente 2012 foi um ano especial, porque, tendo saúde e trabalho, tudo fica bem, a vida se completa — diz a atriz e cantora. — É muito recompensador receber esse prêmio, ser homenageada e convidada para reinaugurar teatros tão importantes. Vibro com a abertura de teatros, porque é sempre mais um local de trabalho para mim e para todos os meus colegas. É preciso lembrar aos governos a importância de criar novos espaços para os artistas.E Bibi não quer saber de descanso.
 
— As pessoas é que me lembram que eu tenho 90 anos — diz. — Eu me sinto muito bem, não percebo que tenho essa idade, porque a minha cabeça está ótima e continuo a cantar.
 
Na última terça-feira, ela reestreou o show “Histórias e canções” no Teatro Carlos Gomes. No repertório, a música brasileira está presente em canções de Noel Rosa (“Último desejo”, “Não tem tradução” e “Conversa de botequim”) e de peças que interpretou, como “Gota d’água”, de Chico Buarque e Paulo Pontes, em 1975. Temas de musicais da Broadway também não faltam, de espetáculos que ela fez no Brasil, como “My fair lady” e “O homem de La Mancha”, e de clássicos em que não atuou, mas que admira, como “West Side story” e “A noviça rebelde”.— Estreei “My fair lady” nesse mesmo palco, em 1962, então é um lugar importante e com o qual tenho muita intimidade — diz.
 
Em abril, Bibi arruma as malas para uma ocasião especial: o primeiro show de sua carreira em Nova York. A cidade-ícone dos musicais é motivo de fascínio e frisson.— Estou animada e ansiosíssima. É uma responsabilidade interpretar essas canções para eles. E vou presenteá-los com “I’ve got o pocketful of sunshine”, uma música belíssima do Dick Powell.Mas não é só.
 
Em julho, Bibi volta a apresentar seu show dedicado a Edith Piaf, “Canta Piaf”, no ano em que completa três décadas desde que se tornou uma espécie de representante da cantora francesa no Brasil:— Há anos me dedico a ela. Será um prazer retomar esse show.
 
 
JURADOS: Tiago Abravanel (ator); Isabel De Luca, Nani Rubin e Cora Rónai (O GLOBO).

 

 

 

Fevereiro

 

 

Video da entrevista de Bibi Ferreira ao Jornal Futura:  AQUI

 

Dia 28 de fevereiro de 2013

 

 

 

 

 MARÇO

 

 

                                

 

                                                   "Bibi - Histórias e Canções"

                                                       Dias 16 e 17 de março

 

                                      Teatro Bourbon Country, em Porto Alegre

 

 

                   Video  AQUI

 

 

 

"Bibi - Histórias e Canções"  em Belo Horizonte

Dias: 23 e 24 de março

 

 

 

A cantora Bibi Ferreira é tema do musical Bibi - Histórias e Canções, que será apresentado no Palácio das Artes nos dias 22 e 23 de março. A montagem é dirigida por João Falcão e retrata importantes momentos musicais dos 70 anos de carreira da cantora e atriz, contando também a história de seus 90 anos de vida.

O espetáculo possui repertório eclético que tem música popular brasileira, fados, tangos e óperas. A montagem mostra porque Bibi Ferreira é considerada uma das maiores divas do teatro brasileiro. Acompanhada por uma orquestra de 21 músicos, Bibi interpreta canções de Chico Buarque, Noel Rosa, Tom Jobim e Vinícius de Moraes, entre outros, e apresenta também músicas inéditas.



Bibi - Histórias e Canções, com Bibi Ferreira
Dias: 23 e 24 de março, sábado e domingo, às 20h
Local: Grande Teatro do Palácio das Artes - Avenida Afonso Pena, 1537 - Centro

 

Leia mais  AQUI

 

 

 

 

Bibi Ferreira em Nova York

14 de abril

 

 

 

Bibi em New York: AQUI

 

Entrevistas de Bibi Ferreira em New York: AQUI

 

FORBES:  video entrevista de Bibi Ferreira: AQUI

 

 

 

 

GALERIA "BIBI - HISTORIAS E CANÇÕES :  AQUI

 

 

Jô Soares apresenta um Programa dedicado a Bibi Ferreira


Nesta sexta-feira, Bibi Ferreira ganha um Programa do Jô especial dedicado aos seus 91 anos, no qual ela fala da agenda – cheia até 2014 –, das apresentações em Nova York, do show que prepara com músicas de Frank Sinatra e da carreira.

 

 

 

 

Há 50 anos "calou-se a cotovia da França" - Edith Piaf.

Há 30 anos Bibi Ferreira canta o repertório da grande senhora da canção francesa.

Para homenagear a cantora, Bibi  Ferreira volta a apresentar o espetáculo "Bibi Canta e Conta Piaf" - 30 Anos de Sucesso

O público agradece!

 

 

 

 

 

 

AGEND

AGENDA:
 
 
SETEMBRO:

Rio de Janeiro:
 
BIBI CANTA E CONTA PIAF - Teatro Oi Casa Grande
20 de setembro a 6 de outubro, de sexta a domingo
 
 
OUTUBRO:

Salvador: BIBI HISTÓRIAS E CANÇÕES
 Teatro Castro Alves - 26 e 27 de outubro
 
 
NOVEMBRO:

Nova York: BIBI SINGS PIAF - The Town Hall
13 de novembro
 

Petrópolis: CONCERTO NATAL EM FAMÍLIA
 
 Teatro SESC Quitandinha - 29 de novembro

 

 

 

Sorria, Bibi está na Bahia!

 

Deolinda Vilhena

 

 
Hoje Salvador acordou mais bela, a poucos metros da minha casa, numa suíte do Hotel da Bahia, dorme nesse exato momento – escrevo esse texto às 8h30 da manhã dessa sexta-feira, 25 de outubro de 2013 – a maior atriz de todos os tempos desse gigante, eternamente adormecido, que atende pelo nome de Brasil. O nome dela Abigail Izquierdo Ferreira, mais conhecida como Bibi Ferreira e para mim simplesmente a minha Bi, o meu jardim, a minha avenca…Última sexta-feira do mês e gostaria imensamente de estar na igreja de Nosso Senhor do Bonfim na missa das 11h para agradecer a benção de ter em solo soteropolitano não a nossa primeira dama do teatro, não a nossa diva maior dos palcos brasileiros mas sim a MAIOR ATRIZ que já pisou os palcos desse país. A primeira atriz moderna do teatro brasileiro nas palavras do sempre crítico e ácido – e saudoso! – Paulo Francis.
Muito antes de Mario de Andrade afirmar com todas as letras, já sabíamos que "pouca saúde e muita saúva, os males do Brasil são!". O que muitas vezes esquecemos é que os males do Brasil não são causados por fatores externos mas sim por nós mesmos. Afinal, ao não respeitarmos os ícones da nossa cultura, acabamos sendo cúmplices e responsáveis pela decadência da dita cuja no Brasil.
A passagem de Bibi Ferreira por Salvador deveria ser motivo de festa. Numa cidade alimentada pela festa, e paradoxalmente desnutrida pela cultura da festa, receber a MAIOR ATRIZ DE TODOS OS TEMPOS desse país é motivo de orgulho e saúdo aqui as produtoras envolvidas nessa aventura – Marlucia Sie, Ju Velloso Mesquita e Tania Fraccaroli – por comprarem a briga de trazer sem um centavo de dinheiro público o espetáculo Bibi – Histórias e canções, espetáculo concebido para comemorar os 70 anos – agora 72 anos – de carreira de Bibi.
Bibi esbanja talento, costumo dizer que ela faz parte das criaturas que vieram ao mundo como prova da existência de Deus. A voz é um fenômeno. Cantar como ela canta aos 91 anos só papai do céu explica, como diz o médico que cuida da saúde dela. Dona de uma presença cênica que torna impossível tirar os olhos dela quando está no palco, ainda esbanja bom humor – sinônimo maior de inteligência – sem falar na capacidade de escolher um repertório eclético emoldurado por histórias que marcaram suas mais de sete décadas em cena.
O público – seleto é verdade – que há de lotar a sala principal do Teatro Castro Alves nas noites de 26 e 27 de outubro, mais do que assistir a um espetáculo, sucesso absoluto de público e crítica não apenas nas cidades brasileiras pelas quais passou como em suas incursões internacionais, caso da apresentação em abril passado no Lincoln Center, em Nova Iorque, verá em cena aos 91 anos uma atriz que fez do teatro a razão de sua existência. E a cada vez que está em cena me faz pensar numa de suas frases, essa escrita na época da comemoração do seus 50 anos de teatro, seu Jubileu de Ouro, em 1991: "o que eu gosto muito num palco é que eu estou inatingível. Quando estou num palco ninguém me toca. É um momento só meu. Um momento em que não vou ser interrompida. Estou ali só para dar. O que eu puder dar, eu dou. É o momento da criação. Da comunhão. É muito bonita esta comunhão palco e platéia. É o momento em que, através de vocês, eu me encontro com Deus.". Ela se encontra com Deus e nós, simples mortais, comungamos com uma filha dileta dos deuses do teatro e do universo.

 

Salvador: BIBI HISTÓRIAS E CANÇÕES
 Teatro Castro Alves - 26 e 27 de outubro

 


 

Deolinda Vilhena : Jornalista, produtora teatral e professora da Escola de Teatro da Universidade Federal da Bahia... Na linha direta de Montaigne, dou minha opinião não como boa, mas como minha...

 

 

 

 

CARTAZ DE "BIBI CANTA PIAF' - 13 DE NOVEMBRO, EM NEW YORK

 

 

 

 

 

Concerto de Natal na abertura do Natal Imperial em Petrópolis nesta sexta-feira, 29 de novembro, no Teatro Sesc Quitandinha.

Bibi cantou acompanhada de um coral de 1000 vozes, orquestra e participação de Leila Pinheiro, Danilo Caymmi, Pe. Fábio de Melo, Joyce Cândido, Mafalda Minnozzi, Francisco Cuoco, Max Wilson e Claudia Vianna.

 

 

 

 

 

 

Facebook de Bibi: https://www.facebook.com/bibiferreiraoficial

 

 

 

Visite a Comunidade Bibi Ferreira no Orkut: AQUI

Criada pelo talentoso ator e historiador Bernardo Schmidt a "Comunidade  Bibi Ferreira" disponibiliza   gravações de grandes espetáculos de Bibi  - uma preciosidade, já que todas estão fora de catálogo ou esgotadas há muitos anos.

Blog: 

http://bernardoschmidt.blogspot.com/

O competente trabalho de pesquisa e  excelente texto de Bernardo Schmidt fazem do blog  um ponto de visita imperdível!

 

 

 

 

 

 

Home

Bibi Links

 

 

 

Data de Atualização: 12/05/2014

 

 

Música: Bibi Ferreira canta "Castigo"  -  musical "Brasileiro, profissão esperança"

 

Imagem de abertura: edição by Angela Glavam

 

Todos os elementos que decoram esta página foram criados por Angela Glavam.

 

 

Todo o material encontrado em "Bibi Ferreira e Edith Piaf" foi cedido, criado ou pesquisado  para uso restrito (e sem fins lucrativos) no site acima citado. É proibida a retirada ou reprodução de  qualquer material escrito ou fotografado, assim como de elementos gráficos concebidos com exclusividade para essas páginas. Todavia, se eventualmente for encontrado algum material que possa ser identificado por terceiros, daremos o crédito devido, mediante comunicado e apresentação das devidas provas.

Copyright © 2001 by bibi-piaf.com ® 

Todos os direitos reservados